Mais um ano de Vida!

sábado, novembro 28, 2009 Edit This 68 Comments »
Olá!
Hoje completo mais uma ano de Vida! ñ terei bolo... estou de dieta... mas vos ofereço uma grande fatia de tudo o quanto de bom eu possa desejar!!!! e este selinho p/ enfeitar os v/ lindos blogues!
Deixo-vos um poema de que gosto muito e que neste momento me identifico demais c/ ele...
Obrigado por estarem aí... e poder partilhar c/ vocês todos estes momentos...
Quanto às Artes... tanta coisa começada... que saudades das minhas visitinhas/brincadeirinhas! hehehe
Bjs c/ um lindo raio de sol a iluminar os vossos dias!!!

"Amar-me…

- Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exacto.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
– Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...
Autenticidade.
– Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de...
Amadurecimento.
– Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é...
Respeito.
– Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama...
Amor-próprio.
– Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projectos megalómanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é...
Simplicidade.
– Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a...
Humildade.
– Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é...
Plenitude.
– Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco ao serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
E tudo isso é... Saber Viver!!! "
Charles Chaplin

Um Tempo...

quarta-feira, novembro 11, 2009 Edit This 69 Comments »
Olá!

Pois é... isto está deveras complicado... e vou precisar de um tempo...
Ñ sei bem quanto... mas prometo ser breve...
Tenho imensas saudades de vos visitar... :(
Ninguém está esquecido... só peço desculpa por ñ ter retribuido as visitas... os comentários... as ofertas de selinhos... e todo o carinho que me têm dado...
Mas são aquelas coisas... estou atolada!
Então é necessário... (acho que todas nós detestamos...) fazer opcções... escolher prioridades...

Bjs e sejam felizes!

Latoaria e Cactos

segunda-feira, novembro 02, 2009 Edit This 80 Comments »
Depois...
Depois...
No seu devido lugar......
Antes...
Olá!
Este foi um desafio ultrapassado... graças a vocês que me deram as dicas necessárias p/ a pintura em latão/lata e/ou em plástico... Primer como base!
Gosto muito de cactos... mas já estava cansada dos vasos que tinha... apesar de ter feito o ponto cruz p/ os alegrar.
O artesanato em latoaria é p/ mim muito bonito... e quando encontrei estas peças... foi ouro s/ azul!
Meti mãos ao trabalho... e dei uma renovada nos cactos desta janela!
Mostrei a janela tb por outra razão... têm me visto escrever que estou de costas voltadas p/ as agulhas... linhas... máquina de costura e coisas afins... pois é... os cortinados tb foram feitos por mim! (só estão atados p/ que vejam os vasos...)
Reformulando... foram todos! inclusive roupa pessoal e outras coisas mais que fazem parte da casa... e agora cansei!
Quanto a gostar tanto de cactos... é porque me identifico c/ eles...
Já viram que eles crescem (no seu estado natural) em zonas áridas e onde quase nenhuma planta se desenvolve... adaptados em sobreviver em situações extremas?
Sabiam que servem de abrigo... e que têm uma sombra protectora?
Que são uma reserva de água e de alimento... p/ quem mais necessite?
Que tiveram que se "armar "c/ os espinhos p/ sobreviver? senão seriam facil/te destruídos!
As suas flores são maravilhosas!... como é possível que uma "planta" tão feia e agressiva... consegue fazer desabrochar as mais lindas flores?
A postagem já vai longa... mas deixo um texto óptimo s/ eles:
"Segundo o Feng Shui os cactos são considerados Guardiões, por serem purificadores de ambientes e, de acordo com os especialistas desta técnica milenar, os cactos agem como uma barreira para os raios gama emitidos por computadores e aparelhos de TV. Os cactos, por viverem em regiões áridas e isoladas, ajudam as pessoas e conhecerem a sua força interna em momentos de solidão. Pelo fato de os cactos armazenarem água (elemento que simboliza sentimentos e emoções) dentro do caule, o mesmo favorece aqueles que se defendem muito das próprias emoções.Os espinhos podem parecer hostis, mas fazem parte da estratégia de sobrevivência da planta, natural de clima árido e terrenos difíceis, transmitindo protecção e segurança ao seu portador. Tê-las por perto é um lembrete de vitalidade, persistência e integração com tudo o que está a nossa volta." (retirado da Internet)
Mudei tb a foto... a do gatinho era uma homenagem a um companheirão... traquinas... brincalhão e super divertido... que nos acompanhou por + de 9 anos... e que será sempre recordado c/ muita saudade e carinho!
Agora a foto é de um cacto florido... que se encontra no Jardim botânico... lindas flores ñ são?
Bjs c/ desejos de uma semana recheada de coisas boas